Post de Ressaca #1

30 08 2009

(Essa parágrafo é inútil, se quiser pular para o próximo não vai perder nada de legal)
Hoje é domingo, portanto acredito que ontem tenha sido sábado. Bebi um pouco ontem, não muito, já bebi mais na vida e não fiquei com ressaca, mas hoje estou com uma leve ressaca, nada de não conseguir comer, nem de não conseguir me levantar, só um breve mal estar.
Escrevi tudo isso só pra dizer que vou chamar meus posts de domingo de posts de ressaca, mesmo se eu estiver bem. E o post de ressaca nada tem de especial, vai falar das mesmas coisas dos outros.

O post de hoje é uma mistura da agenda cultural e das cenas de filmes fodas.

Agenda Cultural pois no dia 30 de agosto de 2003 faleceu um dos caras mais machos do cinema. ]
Charles Dennis Buchinsky, ou Charles Bronson.

CharlesbronsonCharles Bronson ganhou um TSCMB – Troféu Stallone Cobra de Macho Bagarai.

Charles Bronson é um ator norte-americano, nascido em 3 de novembro de 1921. Iniciou sua carreira nos anos 50, mas foi no final dos anos 60 que sua carreira começou a deslanchar. Charlinho, íntimo meu, fez diversos filmes de sucesso, os mais conhecidos entre eles são:

Desejo de Matar 1, 2, 3, 4, 5, …, 487,…, 9647639;
A Casa de Cera de 1953;
Fugindo do Inferno;
Os Doze Condenados;
E um dos maiores clássicos western, Era uma vez no oeste, que é a cena foda de filme que irei postar.

Era uma vez no oeste é um filme do diretor Sergio Leone, conta com 4 protagonistas:
Jill McBain, uma ex-prostituta interpretada por Claudia Cardinale (linda);
Cheyenne, um bandido interpretado por Jason Robards (bom);
Frank, um pistoleiro de aluguel interpretado por Henry Fonda (foda);
E Harmonica, um sujeito misterioso, está sempre com uma gaita, foi interpretado por Charles Bronson (macho bagarai).

A trilha sonora foi composta por nínguem menos que Ennio Morricone.
A cena que colocarei é um SPOILER do filme, revela o porquê do personagem de Charles Bronson estar na história, se você não viu o filme ainda aconselho, é muito bom. Mas se você já viu o filme, reveja essa cena, é uma cena extremamente foda e com uma trilha perfeita.

É SPOILER, SE QUER VER O FILME NÃO VEJA ESSA CENA.

Mas a melhor fala do filme, em minha opinião, é quando Jill McBain vai servir café aos trabalhadores que estão construindo o trilho do trem e Harmonica diz a ela:
– Se algum deles passar a mão na sua bunda, deixe, eles fizeram por merecer. (Não exatamente nessas palavras, mas com o mesmo sentido).


Ações

Information

One response

31 08 2009
M.Amorim.

Eu também bebi no Sábado… Eu também acordei ontém sem saber ao certo que dia era… E, diferente de você, não consigo escrever, pensar, falar, transar ou fazer qolq outra coisa qnd estou de ressaca a não ser sentir dor de cabeça.

Bom, qnt aos filmes, n sou muito fã de western não. Mas adoror um terror clássico e a “Casa de Cera”,de 1953, é de FODER!!!! Td bem q eue levei duas semanas pra poder baixar o filme, mas valeu a pena! Demais.

Sinto saudade da época em que Hollywood conseguia produzir filmes assustadores e originais… Mas a gora tudo é refilmagem… E Clássicos que são clássicos NÃO precisam ser refilmados. Ora bolas!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: